Tratamento precoce para Covid, mito?

Há um pouco mais de um ano, o Brasil entrou no radar do novo coronavírus. Ainda existem algumas dúvidas sobre a doença causada por ele. Uma das principais é sobre o tratamento precoce para COVID: mito ou realidade? Confira!

O medo do poder de letalidade da COVID-19 faz com que pessoas busquem formas de proteção contra a doença. Acredita-se que essas formas são mais eficientes que o uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento social, já que não atuam de forma direta no organismo.

Nesse sentido surgiu o chamado “kit covid”. É composto por medicamentos como Azitromicina, Ivermectina, Cloroquina, Zinco e Vitamina D. Porém, será que essas medicações previnem o contágio pelo novo coronavírus?

Tratamento precoce para Covid: mito perigoso

Logo de início é preciso ressaltar: até o dia de hoje, o tratamento precoce para Covid é um mito, ainda por cima bastante perigoso. Isso porque o uso sem indicação dos fármacos do “kit covid” pode causar danos à saúde.

Um dos principais sinais que essas substâncias não previnem a doença é o consenso dos principais órgãos em desautorizar seu uso. A Sociedade Brasileira de Infectologia, a Associação Médica Brasileira e até mesmo a Organização Mundial da Saúde destacam: ainda não há nem um remédio capaz de prevenir a Covid-19.

Ademais, estudos atestam a ocorrência de efeitos adversos. O grupo Coalizão Covid-19 realizou uma pesquisa que analisou 667 casos, de grau leve e moderado, com o uso de cloroquina ou azitromicina.

De acordo com o estudo, as medicações não causaram melhoras e ainda pioraram o estado de alguns pacientes. Outrossim, um estudo realizado pela Universidade Federal do Pará (UFPR) concluiu que a cloroquina pode causar danos às células vasculares.

Cabe dizer também que a eficácia dessas drogas também nunca foi comprovada. Ou seja, nenhum órgão ou instituição de valor atestou melhorias em grau ou estágio algum de pacientes infectados. Logo, vale ressaltar esse ponto, pois muitas fake news relatam estudos falsos sobre algo que nunca ocorreu.

O que fazer então?

Sendo assim, a única intervenção para o contágio é a vacina. Muitas delas já estão sendo usadas e desenvolvidas. Além disso, estão criando muitas para incentivar seu uso.

Contudo, vale lembrar que uma pessoa vacinada ainda pode transmitir a doença para quem não está. Por isso é preciso manter com os cuidados até que todos estejam protegidos.

Em suma, cabe afirmar que tratamento precoce para Covid: mito. Os médicos afirmam que os remédios citados devem ser usados de acordo as indicações da bula. Dessa forma, evite disseminar conteúdos que apoiem o uso desses fármacos para prevenir a Covid.

0